História da Delegacia Regional de Poços de Caldas

Imprimir

          A Polícia Civil de Poços de Caldas tem sua trajetória nos anais da história, desde os primórdios da década de 40, quando a figura notória do delegado Helvécio Antonio Horta Arantes, ganhou destaque, designado para reprimir com rigor a jogatina na cidade. Muitos nomes e grandes policiais por ali passaram e ganharam destaque, dentre os quais registramos alguns delegados da 25ª DRPC: Helvécio Arantes, Fábio Alvim, Milton Fortes, Fidelcínio, José Corradini, Dirceu Bueno, Raul Mesquita Machado, Marcos Peres de Carvalho, Arnaldo Romano, Francisco Monteiro de Freitas, Vinhas, Abel Lobo Cordeiro, Arthur Santoro, Juvenal Augusto, Bráulio Stivannin e Antonio Carlos de Faria.

          Em 2012, com a criação dos Departamentos de Polícia no interior do estado, Poços de Caldas se transforma na 1ª DRPC, vinculada ao 18º DPC de Poços de Caldas. No final da primeira década de 2000, a Delegacia Regional buscou uma nova vertente operacional, realizando inúmeras ações repressivas que ganharam destaque na mídia. Foram inúmeras operações que focavam os resultados no aniquilamento de quadrilhas e facções criminosas que se instalavam na região. Com a nova metodologia, Poços de Caldas conseguiu atingir índices invejáveis no estado na questão de segurança pública.

 

2009 - PIRATAS DO ASFALTO

Esta foi uma das primeiras e grandes operações voltadas para a repressão às organizações criminosas, no caso, quadrilha especializada em roubo de cargas e latrocínio. A operação foi desencadeada como resposta às mortes de dois policiais militares, assassinados pelo bando de criminosos. Pela primeira vez na região, as forças de seguranças da Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal, unirão-se em prol de um único objetivo: desarticular a quadrilha e prender os bandidos.

 

 
 Em 2009, o delegado Faria assume a 25ª DRPC e busca inserir uma nova metodologia, tendo como objetivo, a operacionalização das atividades policiais, aproveitando o grande acervo de excelentes profissionais. Paralelamente, buscou estreitar o relacionamento com outras instituições do sistema de segurança e melhorar o resultado do conjunto de ações, possibilitando estatísticas satisfatórias a serem apresentadas à sociedade. A vinda do inspetor Marcos "Lobisomem" trouxe maior interação entre os investigadores e transparência nas atividades policiais desenvolvidas. Criou a agencia de inteligencia policial, com os policiais: Perito Cabral e os investigadores Márcio Glei, Jener e Zé Marcos, dando uma nova dinâmica de apoio às investigações de maior complexidade.

 
OPERAÇÃO BLOQUEIO

          No contexto de segurança, um dos alvos mais importantes a ser combatido refere-se ao tráfico de drogas e suas consequências no desdobramento de outros crimes. Neste sentido, um delegado se tornou ícone na repressão e número de flagrantes de bandidos ligados à mercancia de entorpecentes: Carlos Tommaso e sua operosa equipe, composta dos policiais Joel, Romualdo "Galo", Juventino, Elcio, Rubens e ainda, do delegado Hernani Peres, de Andradas. A Operação Bloqueio foi um referencial, onde os policiais mostraram profissionalismo, persistência e inteligencia para conseguir inúmeras prisões de criminosos ligados à facção PCC. A operação teve a participação de policiais de Belo Horizonte que apoiaram com toda a estrutura terrestre e aérea necessária para sua realização. Um dos criminosos mais procurados na região pela sua liderança no PCC regional, conhecido como "Ice", foi preso em uma praia do litoral paulista pela equipe de Poços de Caldas.

 
OPERAÇÃO CADEADO

          Esta operação foi desenvolvida para apuração de diversas irregularidades e crimes, perpetrados por agentes públicos da direção do presídio de Poços de Caldas. Um trabalho minucioso, criterioso e com apoio da inteligencia policial conseguiu arrecadar provas para o indiciamento e afastamento dos envolvidos. O presidente do inquérito policial foi o delegado Carlos Tommaso que contou com o apoio de sua equipe e policiais da inteligencia.

 
OPERAÇÃO SENTINELA

A "Sentinela" foi um trabalho integrado entre as regionais de Poços de Caldas, Pouso Alegre e Alfenas e consegui desbaratar uma atuante quadrilha de roubo de cargas, que tinha como domicílio, a cidade de Ibitíura de Minas e Andradas. Uma das maiores operações realizadas na região para o combate à essa modalidade criminosa.

 
O ROUBO À CASA DO PROMOTOR

Quando assaltaram a casa de um promotor de Poços de Caldas, os criminosos não esperavam a resposta rápida e eficiente que as polícias dariam em menos de 48 horas. Policiais civis e militares iniciaram uma operação conjunta, irmanados pelo desejo de responder ao desafio lançado pelos marginais, quando da ação criminosa. Rapidamente os bandidos foram localizados e presos na ação policial desenvolvida.

 
DIVERSA AÇÕES POLICIAIS S NO ANO DE 2009.

        Inúmeros seguimentos de criminalidade foram foco de ações de repressão por parte da Polícia Civil na 25ª Delegacia Regional. Abaixo registramos algumas que constam em nosso arquivo digital, para demonstração cabal da atuação policial. combate ao lenocínio, tráfico, apuração de homicídios, crimes contra o patrimônio, crime ambiental, cumprimento de mandados de prisões, pirataria, etc. Cabe, por questão de justiça e mérito, registrarmos aqui o reconhecimento ao trabalho policial de uma dupla que se destacou na repressão à pirataria e crimes contra o patrimônio: os investigadores Alberto e Samir. Juntos desenvolveram um trabalho exemplar e inovaram nas ações policiais, ao realizarem diversas diligencias com o apoio da Guarda Municipal, que supria com muita eficiência, a carência de policiais civis. A atuação desses policiais, coordenadas pelo delegado Vinhas e Regional Faria foram elogiadas pelas duplas Zezé de Camargo e Luciano, e Chitãozinho e Chororó, nas festas de peão de Barretos e Jaguariúna, como a polícia, que mais atuava no seguimento de combate à pirataria.

 

 

 

2011 História da Delegacia Regional de Poços de Caldas. © 2012 - Cyberpolicia: História da Polícia Operacional Investigativa
Powered by Joomla 1.7 Templates, read web hosting reviews