ALBERTO E SAMIR

Imprimir
Categoria: Grandes Policiais da História
Data de publicação

          Dois profissionais da Polícia Civil que marcaram seus nomes pela competência no desempenho de suas atividades em Poços de Caldas. Formaram uma dupla de investigadores com resultados excelentes na repressão aos criminosos que agiam no seguimento de crimes contra o patrimônio no final da década de 2000.

                                                                                         

"Cabe, por questão de justiça e mérito, registrarmos aqui o reconhecimento ao trabalho policial de uma dupla que se destacou na repressão à pirataria e crimes contra o patrimônio: os investigadores Alberto e Samir. Juntos desenvolveram um trabalho exemplar e inovaram nas ações policiais, ao realizarem diversas diligencias com o apoio da Guarda Municipal, que supria com muita eficiência, a carência de policiais civis. A atuação desses policiais, coordenadas pelo delegado Vinhas e Regional Faria foram elogiadas pelas duplas Zezé de Camargo e Luciano, e Chitãozinho e Chororó, nas festas de peão de Barretos e Jaguariúna, como "a polícia", que mais atuava no seguimento de combate à pirataria." 

Trecho do Artigo Delegacia Regional de Poços de Caldas.

   
   
 

   Apesar de pouca estrutura na unidade em que trabalhavam, atuando nas apurações de crimes contra o patrimônio e outras modalidades criminosas, Alberto e Samir romperam todas as dificuldades estruturais e obstáculos que lhes foram apresentados, desenvolvendo investigações dignas de elogios. Foram muitas as ações policiais dessa dupla, que tinha, o delegado Vinhas, na presidência da maioria dos trabalhos. Seria injusto, não citarmos os nomes dos investigadores Jorge, Paulo César e Bernardo, que também participaram em alguns dos trabalhos da dupla. Citamos algumas investigações como referencial do enorme acervo policial desses profissionais: Prisão da estelionatária Valquíria dos Santos D'Ambrosio, que lesou, cerca de 80 comerciantes em Poços de Caldas. Ela identificava-se como Perita da Policia Civil, ou enfermeira no momento de seus crimes. Foi presa em flagrante pela dupla Samir/Alberto e condenada a mais de 08 anos de reclusão. Inúmeras prisões de ladrões, sempre acompanhadas de apreensão da “res furtiva”, como a carga de telefones celulares, recuperada praticamente em sua totalidade, um ano após o furto. Também atuaram na apuração de homicídios, tráfico e outros delitos. A partir de 2010 a dupla se separou, quando Alberto afastou-se para tratamento de doença cardíaca e Samir pediu sua transferência para a Delegacia Regional de São Sebastião do Paraíso, onde continuou a demonstrar todo o seu tirocínio e competência policial.

 

2011 ALBERTO E SAMIR. © 2012 - Cyberpolicia: História da Polícia Operacional Investigativa
Powered by Joomla 1.7 Templates, read web hosting reviews